quarta-feira, 13 de junho de 2012

O Segredo dos Pés de Jesus

O Segredo dos Pés de Jesus

Lucas 10.39, João 11.32 e João 12.3  relata-nos a ocorrência de três fatos interessantes. Fatos esses marcados pela presença de Jesus e a aparição de Maria, irmã de Lázaro. Nas três histórias Maria de Betânia, aparece tendo um papel singular e relevante, nos três casos ela surge demonstrando um relacionamento íntimo com o Mestre, aparecendo sempre aos seus pés, literalmente aos seus pés.

Na passagem lucana, nós vemos Jesus em um jantar na casa de Maria, Marta e Lázaro, o banquete está sendo preparado e Marta está preparando o banquete enquanto Maria está assentada aos pés de Jesus, com o olhar atento, apreciando cada palavra e cada gesto que o Mestre fazia. Na primeira cena que o historiador Lucas relata, parece-nos que Maria está aos pés de Jesus por algumas finalidades: ouvir, aprender, observar, apreciar, conhecer. 

Na primeira passagem joanina, percebemos uma história triste, o ambiente já não é mais o festivo da passagem lucana, os ares são de profunda amargura e angústia, bem como de desabafo. Agora Maria não está aos pés para ouvir, nem para aprender, ela já conhece o poder do Mestre, sabe de sua capacidade. Ela está aos pés para chorar, porém seu choro não é um choro qualquer, mas um choro de súplica, suas lágrimas são um pedido, suas lágrimas rolam nos pés de Jesus como o objetivo de mover o coração do Deus encarnado.

Na segunda passagem que João nos relata, o ambiente agora é o mais distinto possível. O ambiente não é de tristeza, mas sim de alegria, o pano de fundo, segundo o relato de Mateus 26.6, é a casa de Simão, o ex-leproso. Um banquete está preparado, a ceia corre bem, todavia, irrompe no local do jantar Maria com um precioso bálsamo de perfume em mãos. O preço do caríssimo perfume era de 300 denários, um ano de trabalho. Maria o quebra e unge, não a cabeça mas o local onde ela estava acostumada a estar: os pés.
Agora o objetivo de estar aos pés de Cristo era de agradecimento, de gratidão, de adoração.

Mas por que Maria aparece sempre aos pés de Jesus? 
Porque ali era o seu lugar de refúgio, porque ali era o seu lugar de paz, ali era o seu lugar de adoração, seu lugar de vitória. 

Existem muitas pessoas querendo as mãos de Jesus, para receber uma cura com o toque daquelas macias mãos, outros querem o rosto, porque apenas querem ver a beleza meiga do nazareno, outros querem as orelhas de Cristo, para rogar e elevar suas súplicas para que Jesus os escute, outros querem os olhos, para que o Messias veja os seus problemas e os ajude, mas são poucos que querem os pés, porque para querer os pés é preciso humildade. Para estar aos pés do Salvador é preciso estar em baixo, prostrado. 

E por que Maria preferia os pés? 
Porque eram os pés que anunciavam as boas-novas, porque era os pés perfurados pelos cravos, porque era os pés de latão reluzente... 

Diante de Cristo Jesus, onde você tem estado? Precisamos estar aos pés de Jesus...


Em Cristo,

Weder F. Moreira

Um comentário: